segunda-feira, agosto 24, 2009

Comunicado ou Carta de Guerrilha?

O Movimento Novo Rumo candidato à Junta de Freguesia de Minde emitiu na passada sexta-feira dia 21 de Agosto (isto já sou que digo porque o comunicado nem data tem…) um Comunicado à População.

Este Comunicado surge na sequência da elaboração de um plano de contingência com o objectivo de minorar os efeitos de um estranho vírus que virou pandemia, procurando definir focos de intervenção de modo a dispersar o menos possível as pessoas infectadas.

Até aqui nada de mais, aliás, o Centro de Saúde de Minde foi um dos escolhidos para funcionar como rastreio e encaminhamento a este vírus. Se não fosse em Minde seria noutro sítio e a decisão não tem minimamente a ver com as edilidades locais.

O único senão é que Minde fica com o seu Centro de Saúde ocupado e os seus utentes terão que se dirigir ao Centro de Saúde de Alcanena.

A única questão aqui é a seguinte:

Estará a população informada deste facto e terá a população garantia de que, em caso de incapacidade, terá transporte para o Centro de Saúde de Alcanena?

Única e simplesmente esta questão!

Ou seja, as edilidades poderão estar a falhar em duas acções:

1ª – Não informar a população;
2ª – Não ter prevenido e organizado transporte para os doentes;

Se dou de barato a 1ª (é um facto que a população não foi avisada concretamente), a 2ª já não me parece que seja apenas responsabilidade da Junta de Freguesia de Minde e da Câmara de Alcanena. Se o plano de contingência é da tutela do Ministério da Saúde, não deveria ser este através das suas delegações hierárquicas a providenciar esta situação? Creio que sim. Mas de qualquer forma considero que a prevenção desta situação seria de facto um bom serviço à população pela parte da Câmara e da Junta.

O Movimento Novo Rumo emite um comunicado em que além de “repudiar” e “condenar” (como se de alguma instituição justiceira se tratasse) propõe que seja criado o seguinte:

- Rede de transportes gratuita para deslocações a Alcanena; Nada a dizer, concordo!
- Gabinete (pelo menos secretariado) que facilite serviços mínimos básicos como marcação de consultas, renovação de receituário médico, credenciais, etc; Mais uma vez a responsabilidade deveria ser do Ministério da Saúde e não da Junta ou Câmara;

Estas são as sugestões do Novo Rumo, sugeridas em tom de “revolta” e “exigência”.

Ora, para que se realizem estas duas propostas do Novo Rumo será preciso “a população ser exultada (e não exaltada como diz o comunicado!) a revoltar-se”?

Parece-me algo exagerado e até descabido da parte deste Movimento que se candidata à liderança da Junta de Freguesia de Minde, promover e incentivar a “revolta” da população, quase ao jeito das ditaduras latino-americanas, para efectivar duas medidas que não me parecem nada de transcendente.

Não sou muito velho, mas não me lembro de revoltas em Minde para exigir obras ou serviços que actualmente tenhamos, e não aceito que seja um qualquer Movimento político a instar-me à revolta!

Que direito tem este grupo de pessoas de “exultar” a população a “revoltar-se”?

Se este Movimento quisesse de facto fazer algo para “minorar as dificuldades que esta medida irá trazer à população de Freguesia”, ia ter com a Junta de Freguesia de Minde e propunha uma solução.

Isto foi feito?

Duvido…

O que fizeram com o comunicado?

- Informaram a população? Sim! Concordo! Bela atitude!
- Sugeriram soluções? Sim! Concordo!
- Propuseram ou identificaram soluções? Não!
- Certificaram-se se haveria já uma solução pensada pelas edilidades? Não! Absurdo!
- Incentivaram a população a revoltar-se! Ridículo!

Se este é o tipo de atitudes que este Movimento que se propõe para Minde nos próximos anos, não auguro nada de bom para Minde!

Os impulsos e a raiva momentânea devem ser controlados e maturados antes de serem tornados públicos!

Mau começo!

30 comentários:

Amigo Arnaldo Ventura disse...

O comunicado do Novo Rumo é um erro!

O comunicado da Junta Não é?

O NR alertou a população e fez com que a junta emitisse um comunicado. Fez mal!

O poder autárquico tem conhecimento do assunto desde final de Julho (pelo menos) e manteve a população na ignorância. Fez bem!

É caso para dizer: "E o burro sou eu!"

Anónimo disse...

A população foi "exultada" a revoltar-se para que se revolte em "exultação", ou seja, em esfusiante alegria, ou seja, bora lá p'rá manif, c'o as bjecas e o camandro...
Maria Papoila

Anónimo disse...

Desculpa lá, só mais uma coisinha: "sugerir soluções" e propor e identificar soluções" não é a mesma coisa?
Maria Papoila

Anónimo disse...

'pera, 'pera, agora entendo:o comunicado diz exalta, mas o Arnaldo não concorda e acha que deveria ser exulta. MAL!!!
Exalta - quer dizer está zangado, com os animos alterados. Não sei se se pode exaltar outra pessoa, mas se puder, então os mindricos deverão revoltar-se "com furia": Bora lá p'rá manif com naifas...
Exulta - Já desenvolvi acima
Parece-me que a palavra que ambos procuram e vos está a escapar é exorta. Serve?
Maria Papoila

Arnaldo Ventura disse...

Amigo Anónimo,
Que mania de vitimização a vossa!
Eu por dizer que uma coisa está errada não quero necessariamente dizer que outra está certa!
Quem disse que o comunicado da Junta está certo?
Aliás, o comunicado da Junta é anterior ao do Novo Rumo para informação! Por isso não foi o Novo Rumo quem fez com a Junta fizesse nenhum comunicado!
E caso não saiba ler, eu não digo em lado nenhum que manter a população na ignorância está correcto! Aliás, digo que isso foi um erro das actuais edilidades e digo ainda que foi a única virtude do comunicado do Novo Rumo!

Maria Papoila,
Referia-me à apresentação directa de propostas e soluções e não a um simples apontar de caminho.

Anónimo disse...

o comunicado da junta vem depois do do novo rumo.

pelo menos no mercardo, no bália e no estaminé, só apareceu depois...

ahahahahah

Arnaldo Ventura disse...

Anónimo,
O Comunicado do Novo Rumo foi colado ao lado do comunicado da Junta na sexta-feira no Estaminé!
Eu estava lá! E mais, foi esse o primeiro sítio onde foi colocado o comunicado!
Ainda impresso a preto e branco!
Falar sem saber é muito fácil!

mindrica disse...

Parece-me que este anónimo anda fora de horas e é impressionante como são sensíveis (deve ser mesmo por isso que estão em anónimo)...

mindrica disse...

Caro Arnaldo Ventura, com todo respeito que tenho por si, deixe-me corrigi-lo: o Comunicado do Novo Rumo não foi colado ao lado do Comunicado da Junta na sexta-feira à noite! Quero ajudá-lo a informar o seu "desconhceido" da forma mais precisa e real.

1- Sexta-feira à noite, dia 21 de Agosto de 2009;
2- Já passava seguramente das 22h00;
3- Comunicado do Novo Rumo a preto e branco no Estaminé a ser colado a baixo do Comunicado da Junta;
4- posso garantir, ahaha, eu estava lá e vi:)

Amigo Arnaldo, não perca o seu tempo com estes senhores, eles passeiam de mais pelos cafés e não sabem o que dizem!

Amigo Arnaldo Ventura disse...

Amigo Arnaldo

O assunto do centro de saúde foi colocado no blog do Novo Rumo pela madrugada de sexta-feira, posteriormente saiu o comunicado da junta e à noite (porque a malta trabalha) foi colocado o assunto em papel nos cafés e mercado.

Assim é que é correcto.

Anónimo disse...

é pior a emenda que o soneto Sr. Ventura. Quando se pretende corrigir é preciso saber, ora pelo que bem entendo nem o Sr. sabe o que quer dizer exultação (demonstração de grande prazer, júbilo, alvoroço de grande regozijo), aí vai o povo de Minde bem satisfeito pelo tudo que lhe é feito pela negativa. Por outro lado e sem me alongar, dá-me a ideia que o toucaneura passou a tomar partido, o que me parece contrário ao espírito humorístico dos primeiros artigos... peço que não enveredem por esse rumo! obrigado pela atenção.

ALICE COOPER

Anónimo disse...

Isso é mesmo muito importante, saber a que horas foram colocados os exemplares no estaminè.

Acho importante é o assunto do centro esclarecer-se e a junta ou a câmara virem informar a população. Porque têm essa responsabilidade, independentemente de terem sido eles a tomar a decisão.

O problema actual de minde é que anda tudo adormecido. E quando a malta se incomoda com a palavra "revolta" escrita num papel e com um sentido muito claro, de reclamar contra o que está errado e pedir informações.

Se Minde tem tantos pruridos com uma coisinha destas, nunca mais poderemos aspirar a grandes coisas.

Anónimo disse...

À muito que se nota a tendência deste senhor, se repararem bem ele só publica cartoons sobre o novo rumo.

Será por falta de fotografias do tony could?

A malta do novo rumo anda muito enganada em relação a este blog.

Anónimo disse...

Ai tantas virgens ofendidas...
Não se pode dizer nada sobre o NR mais a sério que eles choram logo...

O Taberneiro disse...

O TouCaNeura não tem Partido politico,Religião,Clube,e nunca tomará a defesa de ninguém,pois não tem poderes, nem o direito de o fazer!! Simplesmente comentamos a actualidade, por vezes a rir, outras vezes bem a sério....

Anónimo disse...

Este comentário último não me atinge. Não sou de uns nem de outros, antes pelo contrário...
Gostei da parte humorística, quanto ao sério é preciso ser coerente, preciso, realista, convincente e muitos outros adjectivos que defendam a critica, o que no caso presente não me parece que seja isso que acontece.

ALICE COOPER

Anónimo disse...

bem a sério?????!!!!!!!!!!!!
deixe-se de tretas Sr. taberneiro.
Como não voto estou à vontade para emitir esta minha opinião...
onde está a imparcialidade? Só leio sobre o Novo Rumo.

ALICE COOPER

Anónimo disse...

Qual é a dificuldade de perceber que este texto não critica o Novo Rumo mas sim um acto do Novo Rumo?

Ricardini disse...

Deixem-me defender o Arnaldo.
É verdade que neste post não se deu o direito ao contraditório, tanto falado nestas alturas, mas, certeza porém que o Arnaldo há-de criticar também outras situações de outros partidos candidatos.

Relembro que só não faz mal quem nada faz, e o caso do Novo Rumo, ao que parece, faz alguma coisa.

Os humoristas em Portugal, adoram algumas personalidades politicas, e não é por isso que deixam de ser apartidários.
Ex: Paulo Portas, Alberto João, Sócrates etc…..

A preferência do Arnaldo talvez seja o Novo Rumo. Qual é a espiga?

Anónimo disse...

Todos caladinhos e votem Antonio Fresco. O homem tem feito um trabalho exemplar e Minde é o exemplo de modernidade e progresso.

Anónimo disse...

Grande Arnaldo
Este post é um bom exemplo de que por vezes é melhor estar calado
Dedica-te à música porque a defenderes o fresco não vais lá

PM disse...

Caro Arnaldo Ventura,

Venho informar que colaborei na elaboração do citado comunicado e que até a sugestão de incluir as palaras EXALTAR (não exultar) e REVOLTA foi minha. Não com o sentido belicista que este blog tenta humurísticamente (e não só) identificar, mas sim como forma de expressão acérrima e contundente para que alguém se mexesse e resolvesse o grave problema criado para muita gente.

Se tivesses 70 ou 80 anos, tivesses que te deslocar diariamente ao Centro Médico e vivesses duma reforma de 150 ou 200 euros, provavelnente compreendias melhor o comunicado do NOVO RUMO. Felizmente não é o teu caso, nem o meu, mas todos para lá caminharemos.

O Movimento NOVO RUMO não é nenhum movimento justiceiro como afirmas, nem exige nada a ningúem. Podes, e tens o direito, de não concordar com o principio ou com as palavras, mas seria mais sensato que não deturpasses o conteúdo do que está escrito.
Se revolta para ti é só pegar em armas, para mim, antes de mais, significa indignação, inconformismo e protesto.

E se entendes que protestar é crime, e não aceitas que "este grupo de pessoas" tenha o direito de o fazer e manifestar, terei muito prazer que me informes dos teus processos mais suaves de confronto perante a passividade na resolução de um problema que afecta grande parte da população.
Talvez assistir no sofá fosse mais delicado do que manifestar energicamente a n/ opinião, mas duvido da eficiência de tal atitude.

Achas que devíamos primeiro reunir com a Junta. Provavelmente só teríamos de esperar 15 dias por uma reunião (quem sabe num conhecido café do Covão do Coelho), e o ideal até seria conbribuirmos com alguma coisa para o programa eleitoral. Era uma hipótese, mas não temos pachorra para isso, nem estamos para aí virados.

No meio de toda a tua conversa e críticas, achas ridículo o comunicado do NOVO RUMO (é um direito que te assiste), mas acabas por escrever que foi uma bela atitude em informar a população e concordas que sugerimos algumas soluções, para depois afirmares que não propusemos ou identificamos soluções. Afinal em que ficamos?

Escreves que "Os impulsos e a raiva momentânea devem ser controlados e maturados antes de serem tornados públicos!"
Tens todo o direito a ter a tua opinião, assim como cada qual tem as suas, mas aconselho-te a fazer o mesmo antes de começares a teclar e a criticares avulsamente (e com pouco nexo) sem primeiro de te dares ao trabalho de tentar compreender o que está escrito, e quais os seus fundamentos e objectivos.

O NOVO RUMO teve origem num grupo de cidadãos que não se conforma com o actual cenário de decadência acentuada e conformismo que tem afectado a Freguesia de Minde, não só motivado pela conjectura de crise nacional e internacional, mas também por uma gestão autárquica que consideramos desastrosa e imcompetente.

Como só criticar não basta, decidimos aregaçar as mangas, dispender algum do nosso tempo, organizarmo-nos e camdidatarmo-nos à JFM, convictos de que com trabalho será possível fazer mais e melhor. Essa é a nossa posição, só concretizável se conseguirmos vencer as eleições, pelo que apelaremos ao voto dos eleitores.

Se a população entender que o n/ projecto e atitude não é convincente e que é preferível continuar no caminho em que estamos, paciência. O povo será soberano e democracia é isso mesmo, mas continuo esperançado de que algo irá mudar e que iremos ter um NOVO RUMO, e espero que tu, caro Arnaldo, também possas contribuir para tal.

Um abraço,
PM

NOTA: O que aqui comento não é a posição oficial do NOVO RUMO, cuja lista integro. É apenas e somente a m/ opinião pessoal.

PS: Tenho consciência de que ao assinar este comentário irei ser alvo fácil de algumas críticas anónimas, e que seria muito mais cómodo e confortável estar caladinho, mas isso pouco me importa. Já estou habituado, e não é agora que vou mudar a m/ postura perante o que pessoalmente considero certo ou errado.

- Huff, já estou cansado de teclar, mas vocês também se hão-de cansar de ler. Até à próxima!!!

MARIA PAPOILA disse...

ASSUNTO ARRUMADO. A MINITRA DA SAUDE A PEDIDO DA ASSEICEIRA CAGOU EM MINDE E PRESCINDIU DOS SERVIÇOS DO NOSSO CENTRO DE SAÚDE. obrigado grande leader PEDRO MICAELO.

Problema do Centro de Saúde de Minde resolvido
( 24-08-2009)
A questão do encerramento do Centro de Saúde de Minde foi hoje ultrapassada, com a contribuição da candidata Fernanda Asseiceira, a qual levou o assunto directamente à Sra. Ministra da Saúde.

Ficou decidido que o Centro de Saúde de Minde continuará aberto ao público e a servir a população, mantendo-se como reserva para o rastreio e encaminhamento de doentes portadores da Gripe A (H1N1), sendo utilizado em caso de aumento exponencial de casos na área do Agrupamento de Centros de Saúde Médio Tejo I - Serra d'Aire e ressalvando sempre a prestação de serviços aos utentes da freguesia de Minde e de Casais Robustos.

Arnaldo Ventura disse...

Caro PM,

Espero que percebas que a minha opinião sobre um comunicado do Novo Rumo não deve ser confundida com a minha opinião sobre o Movimento Novo Rumo. E tentar passar essa mensagem é intelectualmente desonesto.

Anónimo disse...

OUTRA VEZ?
Bolas!...
NÃO FUI EU QUE ESCREVI AQUELE POST QUE, MAIS UMA VEZ, UTILIZOU O MEU NICK!!!.
(aliás, eu nunca estaria tão bem informada...)
Portanto, declaro aqui solenemente, se este plágio descarado continuar, deixo de ser Maria Papoila e passo a ser Maria da Fonte (...com as pistolas na mão).
Maria Papoila
A verdadeira

Anónimo disse...

Cara Maria Papoila,

Para evitar as situações de roubos de nicks, deverá comentar através de uma identidade confirmada com e-mail.

Para isso, terá de ter uma conta do gmail e quando comentar, em vez de assinar Maria Papoila, coloca o endereço de e-mail e a password.

Assim não há roubo de identidades.

O e-mail pode ser criado com a identidade que quiser e mantendo o anonimato. Veja o caso do Taberneiro, da Kate Moch, Arnaldo ventura ou Ricardini (nestes casos não há anonimato mas apenas identidades cibernéticas).

Anónimo disse...

ps: não é identidade cibernética mas identidade virtual.

sorry

Anónimo disse...

muito obrigada... mas os meus conhecimentos de informática/internet não me permitem chegar tão longe, o meu computador/internet é mais ou menos como a minha máquina de lavar roupa: muito sofisticada,com imensos programas, mas eu só consigo lavar a quente a frio e dirigir uma oração fervorosa ao Altíssimo para que a roupa não fique toda cor de rosa.
Que, por acaso, até é uma cor que eu gosto...
Estou condenada à eterna confusão de identidades, isto até já me está a causar uma crise de esquizofrenia...
MP

Anónimo disse...

Ide para o caralho .....

Anónimo disse...

Quem eu? tá bem...
Maria Papoila