quinta-feira, outubro 08, 2009

Todos por MINDE...

Recebi por mail a missiva que vou passar a transcrever, com a devida ordem do autor, que aguardo identificação:

"Minde Terra de tantas empresas com tantos trabalhadores, empresários de sucesso geradores de riqueza, etc, etc.

Sim é verdade, mas então porque é que Minde parou, porque é que o grande potencial que tínhamos desapareceu, que estratégia usaram para que tudo se fosse.

Os nossos empresários sempre pensaram que sozinhos iriam chegar ao topo, nunca precisariam dos colegas para conseguir vencer...

Quando alguns consideram que em tempos se deveriam ter unido, criado uma marca "minde" trabalhando em parceria e feito com que essa marca se implantasse pelo saber e pela qualidade que tinham os seus artigos.

Ainda hoje se continua a deixar os clientes irem para outras paragens só para não pedir ajuda, só para que o vizinho não saiba que estão com muito trabalho, porque tem que ser melhor que o outro...

Pensei que tal forma de pensar estava a desaparecer, infelizmente vemos que não, as sedes do CAORG e da SMM são exemplo disso mesmo!

Em parceria podiam ter uma "Casa das Artes" que integrasse todas as "Fábricas" de arte que temos na nossa terra poderiam promover uma marca "Minde Terra de Cultura". Poderiam, com os espectáculos e iniciativas conjuntas num bom auditório gerarem receitas para se financiarem sem que dependessem tanto do Poder Central e das Câmaras que vão passando.

Se não estivessem de costas voltadas podiam ter um espaço onde todos fariam espectáculos espontâneos, ensaios e ao mesmo tempo poder-se-ia beber um café, um chá, ou uma cerveja num espaço agradável de convívio onde mais uma vez as receitas poderiam fazer face a algumas despesas, mas isto são só ideias...

No entanto, como estamos a ver nada disto se está a passar!Cada um para o seu lado divididos por paredes e espaços que não se tocam, cada um a olhar para si e mais uma vez lá se vai o grande potencial, a hipótese de nos projectarmos com bases sólidas!

Quando o Poder Central deixar de comparticipar financeiramente com o CAORG este provavelmente não se vai aguentar e lá se vai a arte.
Muitos vão dizer que estas ideias, estas formas de trabalhar não são possíveis, pois as colectividades são diferentes, e que as pessoas nunca se iriam entender...Pois, provavelmente é porque o interesse não é Minde mas sim a sua colectividade...

E se depois de ter aquele projecto construído,( projecto esse que contempla todas as necessidades do CAORG) , a Casa do Povo não cedesse o cineteatro para ser o auditório oficial do CAORG, será que continuariam a ser Conservatório? Como iriam resolver tal problema? E onde iriam fazer os seus espectáculos, geradores de algumas receitas?Será que é disto que Minde precisa?Vamos trabalhar unidos e não dizer como se diz por aí:Porque é que agora querem mandar em casa alheia, isto não diz respeito a ninguém senão às colectividades em causa CAORG e SMM.

Sou sócio das duas e penso que sem sócios nem uma nem outra poderiam existir, pensem antes de falar, sozinhos não são nada e a vossa matéria prima somos nós, a vossa riqueza são os nossos filhos, a vossa terra é Minde terra de Cultura

Não a Destruam!!"


Ass: Amigo do TouCaNeura

24 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns à pessoa, que escreveu este texto... Sim senhora concordo plenamente com tudo o que foi escrito.......Minde seria mais rico se fossemos mais unidos e comprarmos as coisas aos da Terra e não aos de fora... Soube por fonte anónima que até o nosso centro de bem estar e social de minde em vez de comprar aos da terra vai comprar fora...é uma vergonha esta falta de companheirismo, numa terra que em tempos foi RICA.....

Anónimo disse...

União é a nossa tábua de Salvação!!!

Anónimo disse...

União em torno de quem?

Anónimo disse...

Será que o escritor da missiva vive neste mundo??? Lê jornais, vê televisão, sabe para que serve a UE e a sua livre circulaçao de produtos, não vê por cá chineses???? A economia global avança e não são só vantagens. Onde encontra casos de sociativismo empresarial onde existe concorrência directa???? Gostava de saber...

Quanto ás sedes... antes de falar em possiveis quezilias, talvez será mais importante ver os pros e contras para cada instituição.

Só um aparte, para quem sugeriu o "masmarracho" no largo das Eiras, talvez uma pós graduação em enquadramento paisagistico não estaria mal!!!! Já agora umas aulitas de bom gosto anti-aberrante!!!!

Anónimo disse...

A união deve ser feita em torno do Zé Augusto Coelho. Sem ele nada terá solução no Concelho.

Anónimo disse...

Só alguns diectores do CAORG que se esquecem que esta é uma colectividade de Minde, ée que pensam desta maneira. Julgam-se uns iluminados culturalmente mas não passam de uns egocêntricos de visões exclusivamente preocupadas com a sua grandiosa obra, pensando que nunca se fez nada de tão valioso em Minde.
Quiseram açambarcar a Banda e agora até em Minde querem mandar.
Esquecem-se que as pessoas passam e as colectividades e as terras ficam.
Construções no largo das eiras, NUNCA. Só um estúpido pode pensar em tal atrocidade.

Anónimo disse...

Penso que o autor desta missiva não se referia a associativismo empresarial, nem a proteccionismo, mas talvez a parcerias estratégicas que poderiam ter acontecido em determinados momentos por forma a que não se perdesse mercados.Isso concordo!
Quanto ao projecto para o largo das eiras é útil para MINDE mas noutro local. ALI NÃO!!!!

wolfinho disse...

Não sei que foi o autor do texto mas subscrevo na integra.

Talvez se pensasse-mos mais em nós e menos no eu esta terra e esta freguesia seria completamente diferente.

Sei que muitos directores das colectividades não votam em nós (Novo Rumo) por sermos contra o edifício no largos Justino Guedes, mas não é melhor sermos sinceros do que enganar as pessoas só pelo voto!

Prefiro ser sincero e perder do que tentar ganhar a todo custo, mentindo, usando métodos menos correctos, etc.

Vamos a votos de cabeça erguida com o sentimento do dever comprido e a consciência de termos falado a verdade sobre as nossas posições.

Beijos e abraços e votem em quem quiserem, mas votem com a mesma tranquilidade com que vou votar.

Anónimo disse...

Wolfinho, subscrevo as tuas palavras, vamos votar em pessoas honestas e nao em mentirosos, como esses do ICA, que neste momento estão tão apertados que serve tudo para apelarem ao voto, até mentir! como é possivel pessoas que se dizem de tão honestidades andarem as espalhar mentiras, a mentir ás pessoas. deviam ter vergonha, pois até fotografias andam a espelhar a denegrir a imagem do Pires, ist vale tudo.
S.L.M

Anónimo disse...

Ó meus amigosss....vamos ver se nos entendemos...mos...mos....
Se...e digo se...(e não pertenço a nenhuma cor politica)....se a CPM se pusesse nas suas tamanquinhas e disse-se:
Ò meus amigos... acabou-se a colaboração...quem quiser que faça auditórios...quem quiser festas vá para o S Pedro em Alcanena...etc...etc....!
Mas não a CPM tem bom senso, tem ginástica e elegância mental, tem bairrismo, tem espírito de equipa, tem pelo que se me afigura uma postura de fino trato e tenta colaborar com todas as colectividades na medida do possível.Durante vários anos a CPM, foi o único auditório na nossa região e nunca alterou a sua conduta e bem servir a população.
Sejamos condescendentes e "amigos" saibamos resolver em conjunto situações que promovão o bem estar de todos e da "nossa" cultura.- È mais fácil destruir e criticar, do que construir!
Até sempre.
Traumente!

Anónimo disse...

Minha gente andam estes ICAS durante 4 anos a dizer que não existe verbas para o melhormente da nossa terra e apresentam-se com uma campanha politica desta envergadura gastadora,pergunto ao Fresco como é que agora aparece tanto dinheiro,porque até agora foi só em proveito próprio e dos seus camaradas de partido.Temos que por esta gente a mexer não só na junta como também nas outras colectividades,para que não se esqueçam esta gentalha faz parte da junta dos bombeiros da banda do vitória da comissão fabriqueira ou seja tudo o que envolve protagonismo estão e sempre no silêncio.Está na hora de dizer basta já chega de incompetência.

Anónimo disse...

Grande comentário anónimo!
Vamos colocar o pessoal do Novo Rumo nas colectividades todas!
Força!

el che disse...

É preciso ter calma com a questão do Largo das Eiras. Porque nem toda a gente anda informada. Muitos anos passarão até que aquilo esteja ali feito. Podem haver revogações e alterações de decisões de executivo, referendos populares, embargos de obra e impugnações de decisões de licenciamento, dificilmente haverá financiamento a curto prazo (4 milhões €), etc..

Além disso, parece que um edifício com aquelas características e naquele sítio não se coaduna com o PDM de Alcanena actual. Não sei se é o caso mas, sendo assim, terá sempre de haver uma suspensão do PDM, o que apenas pode acontecer:

a) Por resolução do Conselho de Ministros, em casos excepcionais de reconhecido interesse nacional ou regional, ouvidas as câmaras municipais das autarquias abrangidas; ou
b) Por deliberação da assembleia municipal, sob proposta da câmara municipal, quando se verifiquem circunstâncias excepcionais resultantes de alteração significativa das perspectivas de desenvolvimento económico e social local ou de situações de fragilidade ambiental incompatíveis
com a concretização das opções estabelecidas no plano. Esta proposta de suspensão é objecto de parecer da comissão de coordenação e desenvolvimento regional (CCDR) territorialmente
competente.

Pode-se também deitar mão de outros subterfúgios, como a alteração simplificada de qualificação de bens ou espaços anteriormente de domínio público (as escolas). Também nesse caso, é necessário obrigatoriamente dar audiência prévia à população, uma deliberação favorável da Assembleia Municipal e parecer da CCDR.

Para além disso, dificilmente qualquer suspensão ou alteração tão excepcional e significativa poderá ser aprovada e fundamentada por qualquer das entidades ou órgãos com competência para o fazer, quando já estão em curso procedimentos relativos à revisão geral do PDM. Não faria sentido fazer isto quando se está a trabalhar na revisão geral. Essa alteração, a ser feita, será apenas no âmbito da revisão e actualização geral do PDM.

Por isto tudo, ainda muita água vai correr. Ainda se vai debater condignamente, COM TEMPO E COM INFORMAÇÃO SUFICIENTE PARA TODOS este assunto. Era bom que algumas pessoas não se deixassem levar por fumaça e power-points apresentados à hora de jantar a meio da semana, a 15 dias de eleições…

Anónimo disse...

E já agora, em que candidato é que a malta do Toucaneura vai votar para a camara?
Ou não há tomates para o dizer e assinar com o nome completo por baixo?

Anónimo disse...

Como tu assinas não é verdade, ó sem tomates.

Anónimo disse...

Bravo che!
Curioso é o facto da tua leitura além de ter uma intencional chamada de voto anti-ICA não fazer sentido nenhum! Mais ainda, podemos depreender que os principias concorrentes dos ICAs (PS e PSD/CDS) estão a mentir nos seus programa! Pelo menos se tivermos em conta que todos pretendem construir as sedes da Banda e do CAORG. E o programa é para 4 anos e não para 8 ou 12...
Portanto a sugestão do che (fazendo referência ao pseudónimo) é votar BE! Que pelo menos esses não prometem o que parece (segundo che e não segundo os outros partidos!) impossível em "muitos anos".

Firmino da Bacalhoa disse...

EU NÃO VOTO ICA

el che disse...

Tava só a apontar para não darem como certo ou imediato fazerem-se as sedes nas Eiras, porque ainda faltará muito.
Mas já agora: não vi no programa do PS ou do PSD uma referência a fazer sedes especificamente no Largo das Eiras. E especialmente aquele edifício com aquela volumetria. Mas eles tb querem sedes, tal como quer o Novo Rumo, o BE, o PCP e provavelmente toda a gente. Acho é que a maioria não quer no Largo das Eiras e com aquele aspecto.
O financiamento vai ser um problema para qualquer solução, quer nas Eiras, quer atrás da capela, ou no terreno do Caorg, no terreno das escolas acoplado à Casa do Povo, na Zona Industrial, nas antigas instalações da Alves Raposo, etc., etc.. Provavelmente, um projecto que abarque mais entidades, mais funcionalidades, que seja mais racional economicamente e com maior utilidade para a população, terá muito mais hipótese de ter uma classificação melhor numa candidatura e ir buscar dinheiro. Por ex.: o estado preferirá gastar dinheiro num edifício para 2 colectividades, que terão de utilizar o auditório de outra, a cair aos bocados, do que resolver tudo de uma vez, beneficiando várias entidades...?

Anónimo disse...

O QUE OS ICAS PROMETERAM HÁ 4 ANOS E NAO CUMPRIRAM
(ESTÁ ESCRITO NO MANIFESTO ELEITORAL DE HÁ 4 ANOS)

* Revisão do Plano Directório Municipal
* Melhorar Acessibilidades
* Construção de Piscinas ao ar livre
* Apoiar a construção de campos de ténis na zona desportiva
* Calcetamento, alcatroamento e criação de infrastruturas na rua das Cabecinhas e Chousa Nova
* Melhoramentos e alcatroamento da rua Caloust Gulbenkien
* Alcatroamento, saneamento e água na rua José da Silva Junior
* Colocação de mais recipientes para o lixo em toda a freguesia
* Habitação social no Bairro das Saramagas
* Criação de mais habitação social na Urbanização Lourex
* Criação de uma Biblioteca Municipal em Minde
* Construção de uma sede para o Rancho Folclórico do Covão do Coelho
* Construção da rede de esgotos, calcetamento em todas as rua, abaastecimento de água e iluminação no Covão do Coelho
* Habitação Social no Covão do Coelho
* Construção de uma rotunda no Casal Manhoso com o cruzamento para o restaurante Malgueira e Rua João Higino
* Apoio na aquisição de um veículo para apoio ás colectividades.

Isto foi o que os ICAS prometeram e não cumpriram.
Será que ainda vamos acreditar em mais promessas?
Penso que já chega, temos de mudar.....

Alem de tudo isto o presidente Fresco á remunerado, coisa que o anterior presidente nao era, mas passa as manhãs no Covão e as tarde a jogar cartas nos bombeiros e ao fim do mes, dá cá 650€.
Isto vezes catorze meses, pois recebe subsidio de férias e subsidio de natal, dá a módica quantia de 9.100€ ano, isto vezes 4 anos... vai lá vai.....
O anterior ppresidente, luis pires, recebia uma compartecipação, que é de lei, de 250€, mas só doze meses. isto vezes doze são 3.000€. a diferença de uma para o outro sao de 6.100€, com esse dinheiro fazia se muito metro de calçada, cerca de 450 metros quadrados... é muito nao é... pensem nisto !
Cumprimentos
S.M.L

O Taberneiro disse...

O Sr. Zé Augusto Coelho, entra no rol de muitas pessoas por quem tenho alguma admiração, como tenho pelo Sr. Gil, pelo Sr. Moisés, pelo Sr. Nascimento Silva,pelo saudoso MESTRE JAIME CHAVINHA, por Rogério Venâncio, por Agostinho Nogueira,pelo Sr. Carlos Bia, Pelo Professor Abílio, entre muitos outros!....... ou as pessoas que fizeram muito pela nossa terra, não merecem admiração e respeito!! A política baixa é nojenta, e quem a intrepreta não passa de um inergume.........

Amigo do Taberneiro disse...

Taberneiro o que falta para ai é inergumes.

Concordo com o teu comentário, pena que algumas pessoas não saem aos seus...

Anónimo disse...

se uma empresa sem dinheiro morre uma junta sem dinheiro tambem nao devera ficar muito longe. os icas podem ter muitos defeitos mas ajudaram a saldar uma divida deixada por um actual membro do ps. ja dizia o outro, quando se trabalha bem demais corre-se o risco de nao surgirem problemas e isso é mau porque depois ninguem nos ve trabalhar para os resolver. o bom funcionario é aquele que resolve e nao cria problemas.

Anónimo disse...

por causa deste tipo de comentários é que se o NOVO RUMO ganhar, passarão a estar publicadas as contas e será feita uma auditoria aos últimos anos da Junta.
Vamos ver o que sai debaixo das pedras.
Temos de deixar de ouvir certos iluuminados nos balcões dos cafés a mandar larachas para o ar, como se se tratassem de verdades absolutas e porque, naquela hora e naqueles sítios, são impossíveis de comprovar.
só tenho pena que algumas pessoas honradas se tenham deixado envolver nass tácticas deste bando.

Anónimo disse...

Atenção, houve alguem que já pediu uma auditoria ás contas da junta, deste executivo, acho, segundo ouvi dizer que há lá umas irregularidades. porque é que achan que eles se candidatam outra vez? querem tapar o sol com a peneira, como queria fazer o Vale e Azevedo no meu benfica.
força auditoria
Benfiquista
sócio 88688