quarta-feira, março 23, 2011

Pronto, já está.

No meio de tanto desgoverno, agora sim, somos o verdadeiro país desgovernado.

O pior de tudo é que isto não me parece nada bom.
Eu não percebo nada de política mas digam-me lá: será esta uma boa altura para gastar milhões em eleições antecipadas? Será que, agora, outro partido no governo conseguirá apresentar um Plano credível até Abril? E se consegue, porque não trabalhou em conjunto com o governo? Como irá reagir a Europa (...e o Sr. Engº tinha lá tudo tão bem orientadinho!...)? E os mercados? E o FMI? Quem representará Portugal na cimeira e com que estratégia? Tás desertinho para sentar na cadeirinha de S. Bento pois estás Pedrito? Anda uma oposição inteira a fazer aproveitamento político duma situação de crise que exige medidas drásticas e pouco populares mas talvez necessárias. Não sei. Não percebo nada de política mas...a ver vamos, como dizia o cego.

E como se tudo isto não bastasse... vão mais uma série deles para o desemprego...

6 comentários:

Feridas disse...

Ai tadinhos dos boys que vão para o desemprego...
Se ao menos não empregassem outros boys...
Feridas

rui disse...

Por isso é que eles têm medo do FMI

tib disse...

pelos vistos... o problema não é só dos boys.

Zé Cueca disse...

Olha um boy

Emidio disse...

(PSD ?... PS?... Vivo num país triste, onde a maior parte dos eleitores, pelo menos enquanto não fizermos mais e melhor para romper a barreira de silêncio e desinformação que impede a mensagem de chegar ao destino, vota repetidamente em partidos e políticos que, no dia seguinte ao voto, os enganam, os traem, os roubam; eleitores que, quando decidem “mudar”, votam nos “outros” que, em eleições anteriores, já os tinham enganado, traído e roubado. Vivo num país triste, onde o Presidente da República em vez de cumprir e, sobretudo, fazer cumprir a Constituição que jurou, patrocina e aplaude as políticas destes políticos... que são as suas; que vive atascado nas estórias dos amigos e colaboradores de que desde há décadas se fez rodear no Governo, na Presidência... e até na casa de férias; um triste arremedo de Presidente, de gatas perante os interesses estrangeiros e o capital sem pátria, aos quais optou por prestar vassalagem.)
Comentário tirado dum jornal e que partilho.

Emidio disse...

Quando posso tirar umas fériazinhas e aí vou num carrito fracote que não gaste muito só ouço falar de crise mas apesar do preço da gasolina ninguem se priva de levar o pópó para o café mesmo que seja só a 100 metros... qualquer cidadão mesmo recém-nascido tem pelo menos 1 telemóvel... férias na nazaré? isso era pós velhotes agora a moda é Brasiuu! Caraibas!, etc. etc. etc.
QUAL CRISE QUAL CAROCHA!!! A crise é aqui que temos que malhar no duro e amealhar 2 anos para ir aí ver como vivem os ricos e atualizarmo-nos...
Vem aí mais um Benfica/Porto e depois um Porto/Sporting... la vie est belle!!! taritarilálááá