quarta-feira, janeiro 26, 2011

Se fosse na América ind'era c'mó outro...

Mas que raio de país é o nosso onde:

- um candidato a PR completamente louco, patético e idiota consegue reunir 4,5% dos votos

- o principal arguido e testemunha do processo judicial mais mediático dos últimos anos em Portugal vem negar tudo o que afirmou até hoje, mesmo depois de ter sido tudo condenado, principalmente ele próprio

- se fazem vigílias e movimentos de solidariedade para com um assassino

- se põem nomes como Lyonce Vicktorya aos bébés

Por vezes penso que talvez não fosse pior fecharmos o país um mês ou dois, para balanço, e reabrirmos com nova gerência.

4 comentários:

Anónimo disse...

Estás enganado, pá! O candidato a que te referes de parvo não tem nada; ouve com atenção as entrevistas dele à RTP e à SIC

Kate Moch disse...

Enganada...
Sou uma menina, ok?!
prometo que vou fazer uma 2ª análise, sem preconceitos.

Anónimo disse...

O bom disto tudo é que agora já podemos "lyoncificar" à vontade!

http://lyoncificaoteunome.com/

(Do resto não se aproveita nada...)

teacher disse...

Sabes o que dizia o Vinicius de Moraes acerca do Brasil já no século passado? "Este país não é a sério!" Olha se ele fosse português...
Sim, porque pelos vistos já nos estamos a abrasileirar (lindo verbo, não é?), pondo nomes estapafurdios aos nossos filhos...