quarta-feira, dezembro 15, 2010

AMC - Associação Minde Cultural

Foi virada uma página na História de Minde.

Ontem, dia 14 de Dezembro de 2010, pelas 20h30, no cartório Notarial Elsa Nogueira em Torres Novas, fez-se História. Foi escriturada a AMC – Associação Minde Cultural que é uma nova associação composta pelas associações de carácter cultural de Minde e que são, nem mais nem menos que: a Casa do Povo de Minde, o CAORG - Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro, o CIDLeS - Centro Interdisciplinar de Documentação Linguística e Social, a Associação Materiais Diversos e a Sociedade Musical Mindense. Esta Associação sem fins lucrativos, foi fundada com o objectivo de promover o ensino artístico, a investigação interdisciplinar, os mais variados eventos artísticos e culturais e prestar serviços em diversas áreas (social, cultural e científica). O projecto AMC, a sua actividade e a sua influência, pretende ser muito mais que a simples soma das actividades de cada um dos seus membros. As sinergias criadas pela união de esforços, partilha de recursos e pela interacção de actividades e capacidades tornam este projecto singular a nível nacional e relevante internacionalmente. Cada associação presente neste projecto irá manter a sua autonomia bem como as suas actividades normais, embora agora, com a projecção que lhe é assegurada pela AMC e pelo seu primeiro trabalho em comum: a Fábrica de Cultura. Este empreendimento pretende revalorizar uma instalação fabril devoluta, em Minde, e transformá-la numa grande casa de cultura, de nível internacional, onde, para além de residirem cada uma das associações que pertencem à AMC, teremos ainda residências artísticas, estúdios, salas polivalentes, anfiteatros, centro de recursos (biblioteca; musiteca; etc…), cafetaria/restaurante, loja de Minde, e outros equipamentos.

Pela primeira vez na História Minde fala a uma só voz.
Finalmente unimo-nos para lutar pelo objectivo comum: promover Minde, dar a Minde um novo fôlego e fazer com que a grandeza que Minde já teve no passado seja só uma pequena sombra do que poderá vir a ser, no futuro.

“I have a dream”
M.L.King

22 comentários:

Anónimo disse...

F###a-se, a casa da musica em Minde??

Quando a fartura é muita o pobre desconfia...

Há tanto dinheiro assim?

Se avançarem...muitos parabéns.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Acho que é um projecto excelente.

Agora ser a 1ª vez que Minde fala a uma só voz é um comentário que além de presunçoso e ridículo, revela ignorância...

Kate Moch disse...

E eu estou mesmo farta de velhos do Restelo, que só vêem dificuldade em tudo, futuros negros, só falam de crise e não os vejo fazer nada, absolutamente nada, pelo futuro. Provávelmente foi essa descrença na possivel união que, industrialmente, nos colocou onde estamos agora.
Se Minde pensasse que, sendo pequena como é, só consegue fazer seja o que for, com união, talvez não fossemos a terra moribunda económicamente em que nos tornámos.
Infelizmente temos muito mais teóricos que práticos. Gente que vive a sua vidinha sem dar 5 minutos do seu dia a uma causa. Mas, felizmente não é desses que é feita a História.
Deixem trabalhar quem sabe e quer e, por favor, quem não tem nada optimista e agradável para dizer...fique calado!

Kate Moch disse...

Quando digo que Minde fala a uma só voz refiro-me obviamente às 5 principais associações de caracter cultural de Minde. O meu comentário não tem nada de presunçoso quando analisado deste ponto de vista. Se não concorda diga-me quando na história de Minde as 5 principais colectividades culturais se uniram, e conseguem trabalhar em conjunto num projecto comum? Quanto á ignorancia é uma coisa muito relativa, meu caro. E já Thomas Sowell dizia:"Necessitamos de um grande conhecimento para nos apercebermos da enormidade da nossa ignorância"

Anónimo disse...

nunca vão conseguir falar a uma só voz, pois são de conhecimento publico as desavenças entre Sociedade Musical Mindense e o Caorg, e elas permanencem, o que é mais triste é que há uma enorme necessidade de empregos e era do conhecimento publico o interesse do propriétário do Intermarchê em adquirir essa fabrica devoluta para criar mais uns quantos postos de trabalho, e alguém da camara que pertence ao caorg foi por trás e inviabilizou esse negocio. estou para ver onde esse casa da musica vai dar de comer a familias necessitadas. Só se for para mais uns tachos.....

Anónimo disse...

Anónimo, tanto disparate...

E tu? Dás emprego a quantos? Fazes o quê pela sociedade? Fazes parte de alguma colectividade? Mas os teus filhos beneficiam de algo, ou não?!

Anónimo disse...

Kate, n me parece q estas associações possam ser consideradas as 5 maiores de Minde. O Clides nem um ano terá e o Materiais diversos lá perto, pouco se conhecendo de ambas associações. O materiais diversos é de Lisboa, penso eu.
A Câmara n tem nada a ver c a compra do imóvel. Permanece em venda pelo liquidatário da firma Pastilha. Mas a Câmara devia já comprá-lo para utilização das associações.

Anónimo disse...

Se estivermos á espera da Camara comprar alguma coisa, bem podemos esperar sentados. Foi agora aprovado o orçamento pars 2011, e investimentos na freguesia de Minde ZERO. Mas há 1 milhão de euros para um jardim em Alcanena.
O que até de aceita pois é um investimento muito produtivo e que tem retorno rápido.
Mas como ainda há gente que acredita.....?

Kate Moch disse...

5 principais associações de carácter cultural de Minde. Porquê não são? Conheces mais alguma?

Anónimo disse...

Isso do Jardim de 1 milhão de euros é verdade?!

Anónimo disse...

É verdade sim senhor. Em frente ao Planeta. E mais. Um novo centro escolar em Alcanena. Quanto ao prometido aumento do Centro escolar de Minde...NADA.

Eu estive lá e ouvi e vi, até o voto contra do eleito do PS Gonçalo Achega, que questionou a Sra Presidente, sobre isto e ficou sem resposta.

Anónimo disse...

Uma pequena correcção:
O Gonçalo Achega colocou de facto as questões sobre estas opções do Plano e Orçamento para 2011 na última Assembleia Municipal mas absteve-se na votação.

AAM disse...

Até que enfim há união em Minde.
A união faz a força.
Sendo assim, FORÇA com o projecto a ver se cativamos mais gente a vir a Minde e cada vez mais, também, todo o Portugal conhecer Minde com o valor cultural que tem.

Anónimo disse...

MINDE foi hoje notícia no jornal o Público.

Vejam em :

http://www.publico.pt/Educa%C3%A7%C3%A3o/apenas-4-em-300-escolas-com-muito-bom-em-todos-os-dominios-da-avaliacao-externa_1471864

Anónimo disse...

Com essas opções este concelho não vai longe. Aumentam o IMI para o máximo para fazer jardins?! Com tanta coisa por fazer?! O que é que esta gente tem na cabeça?!

Hoje no Público vem uma notícia que em 300 escolas, só 4 tiveram nota máxima em todos os critérios na avaliação externa. Nessas 4 está a Escola de Minde. Extinguir o Agrupamento de Minde também foi uma decisão espectacular da Asseiceira!
Não descansa enquanto não acabar com Minde!

Anónimo disse...

A Materiais Diversos tem ainda sede em Lisboa mas mudará assim que tenha condições físicas para isso. No entanto a sua actividade principal , o Festival Materiais Diversos , desenvolve-se maioritáriamente em Minde e tem sido eles os grandes impulsionadores deste projecto de união.
que não se começe com as mindriquices, os tempos são outros .....

Anónimo disse...

O que é uma “mindriquice“?!

XaralCan disse...

(já contei até 50, não sei mais...)
Olá bom dia a todo(a)s
Desde que o Minde-online deixou de acrescentar noticias tenho andado á nora até vir dar uma volta por aqui.
Soube da noticia da nova A.M.C. atravéz do Jornal de Minde que recebo mensalmente e como Minderico de coração congratulo-me imenso com essa iniciativa à qual dou todo o meu apoio.
Há alguém por aqui que me possa dizer como é que eu posso ajudar mesmo estando longe?
Agradeço que me informem como é que posso contactar alguém da direção
Com um abraço
Emidio Pereira
Montreal - Canadá

Kate Moch disse...

Olá Emidio Pereira

Fico contente por o TouCaNeura servir de ponte sobre o Atlantico.
Felizmente tenho a honra de fazer parte deste grande empreendimento inédito em Minde, que se chama AMC. Penso que te poderei esclarecer algumas dúvidas. Mas tens sempre o email da associação mindecultural@gmail.com para o qual poderás enviar a tua lista de questões por exclarecer ou comunicar com a dita direcção.
Breve farei mais um post sobre a AMC e a Fábrica de Cultura. Aguardamos novos desenvolvimentos, nomeadamente no que respeita ao financiamento dos 30% não cobertos pelo QREN (fundos comunitários).

XaralCan disse...

(1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11, não passou!)
Olá
Obrigado pelas informações Kate Moss. Nós aqui pelas estranjas estamos sempre com um olho cá e outro aí, e digo-te que tenho um filho que nasceu em Minde e outro que nasceu cá mas tanto um como outro adoram o Ninhou e é aí que passamos as nossas férias sempre que nos é possível. Saía-nos bem mais barato e mais cómodo se as passássemos aqui pelas Cubas ou Floridas mas temos uma caixinha dentro do nosso peito que se chama Minde.
Espero que este projecto seja mesmo para andar p´rá frente.
Devem saber que há sempre aqueles anónimos que nunca fazem nada nem deixam fazer mas eu acho que Minde e os mindericos, se quiserem, têem (temos) capacidade para sair do marasmo. Até já temos algumas provas disso...
Vai dando noticias ok?
Até sempre
Emidio Pereira

Dário Mateus disse...

Sinceramente acho que é um projecto demasiado ambicioso e com pouca rentabilidade, não creio que se justifique algo desta dimensão para uma terra que tem a dimensão da nossa. Será mesmo necessária uma infraestrutura destas somente para as associações em questão?