quarta-feira, janeiro 06, 2010

Combater a Crise nos cafés de Minde!

Andámos pelos cafés de Minde e apercebemo-nos de desabafos dos proprietários sobre formas de ultrapassar a crise.

Aqui ficam compilados alguns dos desejos e vontades manifestadas!

Horácio propõe que o grupo de Teatro Boca de Cena faça teatros semanalmente com séries de 3 ou 4 ensaios diários e com um mínimo de 15 pessoas por peça de teatro!

Estaminé propõe que haja eleições mensalmente nos próximos 4 anos e que o Luis Pires e o Novo Rumo sejam sempre candidatos. (Esta proposta beneficiaria também o Docemel!)

Vedor’s Take Away deseja que o festival Materiais Diversos tenha a duração de 20 anos e que a equipa da organização aumentasse 20% ao ano para lhes continuar a vender jantares diariamente. A partir do próximo ano os jantares passam a ser acompanhados com um trio de viola, baixo e guitarra portuguesa a tocar o Cacilheiro que será cantado diariamente por António Carlos Vedor!

Armando sonha com o regresso de Mário Pedro aos palcos na esperança que ele aceite fazer a sua rentrée no Koppius. Esperando-se assim uma grande noite de música ao vivo com casa cheia ao som dos seus mais badalados hits!

Conhé deseja que o Sr. Fresco continue muitos mais anos na Junta para o Jacob consumir muitas águas. É que as águas têm uma margem de lucro maior que o vinho!

Na D. Olinda aproveitou-se para aprender húngaro com os artistas oriundos da Hungria que o Materiais Diversos trouxe a Minde e que tomavam lá o pequeno-almoço. Com esses conhecimentos abriram uma filial em Budapeste e ao que parece as queijadas e os bolinhos de coco fazem sucesso!

Ti Sofia passou a disponibilizar transporte diário junto ao Lar de Idosos uma vez por dia com o objectivo de atrair novos clientes. Especializando-se e direccionando o seu atendimento para uma faixa etária fixa de clientes!

Tony Anjos para atrair novos clientes decidiu aprender umas palavritas em chinês e começou a confeccionar folhados de rebentos de soja e assim os vizinhos do lado passaram a frequentar.

P.s. Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção.

6 comentários:

Kate Moch disse...

Ah! Ah! Ou então rendemo-nos à crise, fechamos o café e abrimos uma sede de uma colectividade qualquer do tipo Culombófila ou assim...

Kate Moch disse...

Columbófila...desculpem.

Anónimo disse...

Até que fim um post de jeito
Parabens
Xaral´s

Anónimo disse...

Muito bom!
A da Ti Sofia então...

Anónimo disse...

Esta bom
mas falta 3 cafes se nao estou em erro

o dos Bombeiros e da Teresa que fica ao em de Mario Alcanena e o cafe da avenida

gama

Anónimo disse...

Oh Gama não me digas que o conhé se transferiu?